PARTILHAR

Resumo
Nesta revisão aborda-se o tema do desporto e atividade física em geral, mais propriamente quanto à sua importância para uma empresa.
As empresas têm, nos últimos anos, tido necessidades acrescidas de aumentar os seus níveis de produtividade, de reduzir custos, e de se tornarem melhores empregadoras para poderem atrair e reter os melhores profissionais. Tendo em conta estas necessidades, e na busca de práticas diferenciadas, serve o presente trabalho para reunir informação acerca das vantagens do exercício físico nos trabalhadores, e de que forma se podem também tornar vantagens para as suas entidades empregadoras.
Tem como objetivo aumentar a consciência dos empregadores sobre o possível efeito nos resultados organizacionais, e incentivá-los a criar políticas e medidas que incentivem os colaboradores da empresa a praticarem estilos de vida saudáveis.

Palavras-chave
exercício; benefícios; empresas.

1. Metodologia
Parte deste trabalho foi realizada com pesquisa automática nas bases de dados de publicações científicas e de teses académicas. O restante material foi fisicamente pesquisado em livros e revistas de especialidade, teses académicas, catálogos técnicos e livros de atas de eventos científicos. As palavras-chave utilizadas para pesquisa, e combinações entre elas, foram: exercício; benefícios; empresas.
Com base em pesquisa bibliográfica, foi feito um resumo do estado do conhecimento sobre os benefícios da prática de exercício físico, para o colaborador e para a respetiva empresa.
Por fim, formularam-se propostas para a criação deste tipo de medidas, com uma visão prática e simples de como uma empresa pode promover e apoiar a atividade física dos colaboradores.

2. Estado do conhecimento
Existe distinção entre atividade física e exercício. A primeira constitui-se por todos os movimentos corporais que envolvem dispêndio de energia, enquanto o segundo envolve um planeamento mais estruturado. Qualquer uma das formas tem imensos benefícios para a saúde humana – seja por utilização diária das escadas em vez de elevador, por uma corridinha ocasional, ou por um plano rigoroso de musculação. Apresentam-se nesta revisão alguns dos benefícios que são considerados mais importantes para a preservação do nosso corpo e bem-estar, a nível individual – distinguindo entre benefícios para a saúde física e mental.

2.1 Saúde física
2.1.1 Condição física
A aparência corporal será provavelmente uma das razões principais por que as pessoas fazem exercício físico. Exercitar os músculos pode aumentar o seu tamanho, e consequentemente a sua força. O efeito mecânico causado nos músculos por exercício moderado e contínuo revela-se positivo na remodelação estrutural dos tecidos musculares (Ludovico Magaudda, 2004), capaz de aumentar a resistência a eventual stresse físico posterior. O exercício é também bastante eficaz a reduzir o percentual de massa gorda no corpo humano, seja através de exercício aeróbico ou anaeróbico (Garrow & Summerbell, 1995). São também reconhecidos outros benefícios, como o aumento da elasticidade muscular e da estabilidade corporal, sendo estas vertentes treinadas com variados tipos de exercício.

2.1.2 Doenças cardiovasculares
Doenças cardiovasculares são das maiores causas de morte a nível mundial. Como tal, é bastante importante que se consiga baixar o risco de as desenvolver. A prática de exercício físico regular surge como uma das melhores soluções. O maior e mais comum risco é o da tensão arterial alta – situação que pode ser prevenida ou regularizada com a prática de exercício aeróbico de vários tipos, que também controla outros riscos associados a doenças cardiovasculares (Cornelissen, 2005; Umpierre & Stein, 2007; Harvard School of Public Health, s.d.).

DEIXE UM COMENTÁRIO