PARTILHAR

A era do papel já era; trata-se de uma irreversível realidade e, mesmo que virtual, o mundo da informática já está omnipresente e incontornável.
A segurança não escapa a este imperativo, graças aos programas de simulação de incêndio, cálculo de resistência das estruturas, análise da propagação dos fumos, percursos e tempo de evacuação e agora, a gestão das medidas de autoproteção.
A aprovação pela ANPC das medidas de autoproteção não é uma finalidade em si, mas apenas o início de um complexo processo, com procedimentos de controlo, verificações e ensaios, operações periódicas de manutenção e acções de sensibilização e formação.
Ao longo deste processo, todas as ocorrências, disfuncionamentos, resultados de ensaios, relatórios de inspeção, manutenção, formação e simulacros devem ser devidamente registados e facilmente acessíveis.
O não respeito destas obrigações legais pode vir a ter graves consequencias:

  •  pagamento de elevadas coimas, na sequência das inspeções periódicas efetuadas pela ANPC;
  •  cancelamento da apólice de seguros, em caso de sinistro;
  •  processos civil e criminal, do Responsável pela segurança, em caso de feridos ou vítimas mortais.

Assim, de acordo com o artigo 6º do Decreto-Lei nº 220/2008 de 12 de novembro, cabe ao Responsável pela segurança, ou seja a pessoa hierarquicamente mais elevada na organização de uma empresa, implementar e dinamizar as medidas de autoproteção aprovadas pela ANPC.
É para ajudar e proteger estes Responsáveis que foram desenvolvidos programas informáticos dedicados a gestão das medidas de autoproteção.
Os desenhos figurativos a seguir apresentados ilustram a facilidade de utilização de um sistema desta natureza e a sua extraordinária convivialidade para todas as pessoas envolvidas na implementação das medidas de autoproteção, nomeadamente:

rev227_informacao03

Figura nº 1
Uma auditoria de segurança está planeada para hoje…
Já não vale a pena levar consigo documentos escritos e peças desenhadas.
O Auditor dispõe no “Cloud”, por meio do seu smartphone ou tablet, do plano de segurança interno, plantas do edifício, com a localização de todos os equipamentos, fichas técnicas, listas de verificações, etc. previamente disponibilizadas a partir de um PC.

rev227_informacao04

Para continuar a ler, faça já a sua assinatura.

assinatura

DEIXE UM COMENTÁRIO