PARTILHAR

Continuação do Estudo da revista n.º 234.

Estudo dos Questionários
Recebidos e validados os respectivos questionários são revelados os primeiros resultados que começam por demonstrar que 40% dos indivíduos do sexo masculino que responderam ao inquérito apresentam obesidade, tendo sido apresentado por 3 elementos obesidade excessiva, dos restantes 60%, apresentam o peso ideal para a estatura.

  •  Dos questionários recebidos constata-se que 15% apresentam trabalho em turnos rotativos e os restantes em trabalho fixo.
  •  Quanto ao membro superior predominante a trabalhar só 3% indicam o esquerdo, tendo 8% indicado a utilização de ambos os membros.
  •  Constata-se que 58% dos indivíduos já executam tarefas de manutenção em aviões há mais de 15 anos, só 17 % relatam menos de 5 anos em manutenção.
  •  Constata-se que 45% dos questionários relatam que não praticam qualquer atividade desportiva, 77% dos questionários indicam que não tem consumo tabágico, 38% não consomem bebidas alcoólicas e 42% indicam consumo ocasional, sendo assim os restantes 20% são consumidores.
  •  Indicam 71% consumo de café, 21% não consomem e 8% dizem ocasionalmente.

A ideia de se fazer este estudo já começa a dar os primeiros resultados negativos 16% dos indivíduos que responderam indicam Hérnia Discal como queixa mais frequente, havendo 48% que não indicam qualquer patologia, nos restantes 26% indicam diabetes, doenças do coração e síndroma vertiginoso.

  •  85% dos indivíduos que responderam que não estão a receber qualquer tipo de reabilitação, tendo respondido 8% a ser alvo de Fisioterapia e 8% de outros métodos de reabilitação.
  •  Dos questionários pode-se concluir que 65% das respostas indicam que mo último ano não consultaram o médico para apresentar queixas patológicas.
  •  Os questionários indicam que 68% dos indivíduos exerce o seu trabalho no Centro, 25% a Sul e 5% a Norte e Ilhas.
  •  41% dos indivíduos indicam queixas dolorosas 2 a 3 vezes semanais e 14% mais de quatro a seis e 14% mais de seis vezes, 31% indicam 1 vez e os restantes não indicam situações dolorosas.

Começamos assim por concluir que existem realmente muitas queixas dolorosas em mecânicos de avião nos trabalhos de manutenção de aeronaves, e que as mesmas já começam a ter interesse de estudo, pois é anómalo existirem 70% de queixas dolorosas no universo de respostas apresentadas, sendo significativo também a disparidade peso vs altura notando-se alguma obesidade nos indivíduos, sendo esta também possivelmente um nexo casualidade da existência de hérnias discais em alguns indivíduos, sendo na maioria mecânicos em tarefas de manutenção há mais 15 anos, que pode levar a constatar a lesão provocado por Trabalho Repetitivo (LMELT).

Para continuar a ler, faça já a sua assinatura.

assinatura

DEIXE UM COMENTÁRIO